Diário do Nordeste Plus

Snapchat: entenda o
potencial do aplicativo

Com forte notoriedade pela interação e instantaneidade, cearenses se destacam e fazem sucesso na rede social

Com mais de 10 bilhões de vídeos vistos todos os dias e quase 100 milhões de usuários, o Snapchat é um dos aplicativos para smartphones do momento. Nele, os usuários gravam vídeos ou batem fotos atualizando suas histórias em tempo real, o que permite uma aproximação e interação maior com os seguidores. A plataforma móvel está disponível apenas para celular.

Usuários apontam que o maior diferencial do aplicativo é a forma transparente de se comunicar em razão da instantaneidade da publicação. Não é permitido que os usuários saibam o número de seguidores, sendo registrado apenas o número de visualizações e prints, ou seja, cópia das imagens.



No aplicativo, é possível adicionar emoticons e fazer desenhos em vídeos ou fotos, que duram no máximo por 10 segundos na tela ou podem ficar disponíveis por 24 horas. Também é permitido trocar mensagens de texto privadas.

De acordo com dados divulgados pelo próprio aplicativo, em 2015, mais de 60% das pessoas entre 13 a 34 anos com smartphones nos Estados Unidos baixaram o aplicativo. Em torno de 23% dos usuários têm de 13 a 17 anos, 37% de 18 a 24 anos, 26% de 25 a 34 anos, 12% de 35 a 54 anos e 2% com mais de 2%, relata o Snapchat.

Empresas e marcas já perceberam o potencial de alcance do aplicativo e têm investido em estratégias de marketing para atrair o cliente-internauta. Por meio de formadores de opinião onlines nas mais diversas áreas, parcerias são fechadas para divulgação de dicas de produtos, marcas e lojas.

Para usar o Snapchat, o usuário precisa se cadastrar e criar uma lista de amigos para seguir. Eles podem ser adicionados por meio de buscas com os nomes do perfil, pelo número de telefone, por proximidade e QR Code gerado no aplicativo. Vai aderir ao aplicativo do momento? Então cuidado com o alto consumo do pacote de dados e da bateria do celular.

Seguindo a linha do Instagram

O publicitário Marcelo Belém, da Agência Carbono Digital e presidente da Associação Cearense de Agentes Digitais, avalia que o Snapchat segue a mesma estrutura da rede social Instagram, se diferenciando pela produção de vídeos e pela naturalidade das postagens. Para ele, o sucesso do aplicativo ocorre em função da evolução natural das redes sociais e em razão do novo permitir um olhar mais brilhante.

Belém aponta que a ferramenta ainda é uma novidade para os usuários comuns e para os próprios formadores de opinião. Segundo ele, uma grande onda de difusão tem transformado a adesão ao aplicativo em uma reação em cadeia.

“O maior atrativo para fazer com que as pessoas interajam é a grande massa correndo atrás de novas mídias”, afirmou. Ele destaca que as plataformas online mudaram o formato de comunicação ao possibilitar que os usuários sejam vetores da informação.

De acordo com o publicitário, em razão da linha de comunicação direta criada com os usuários, muitas empresas se utilizam da plataforma por meio dos intermediadores da mensagem para atingir possíveis clientes. Em contrapartida, os intermediários têm conseguido valores cada vez mais altos diante da audiência nas redes. “Essas personalidades, gente especialista em moda, cinema, usam canais de forma comercial. A audiência tem perfil médio e a partir do perfil vincula possibilidade comercial com o canal”, explica.

Ele aponta que a existência de um público integrado ao canal de comunicação é o que possibilita tornar o Snapchat mais uma ferramenta para o marketing. “Virou mais uma plataforma de marketing, com públicos específicos e visibilidade, e se utiliza dos ‘plays’ para mensagem comercial”, analisou.

Destaque cearense do Snapchat

Paulinha gostou do aplicativo em uma viagem à Itália Foto: Reprodução/Instagram

Paulinha Sampaio é um nome de destaque entre os cearenses que acessam o Snapchat. Em seu perfil do aplicativo, os usuários acompanham a influenciadora digital mostrar parte de sua rotina, dar dicas de moda e os primeiros momentos como mãe de primeira viagem. Ela contou que começou a usar com frequência a rede social no ano passado, durante uma viagem à Itália. “Fui fazer um curso em Milão e estava acompanhada do meu marido e da Edith Gomes (influenciadora digital). Ela era viciada e eu comecei a gravar todos os dias. Em média, tenho cerca de 6.500 visualizações por vídeo”.

A cearense argumenta que um dos principais pontos positivos do Snapchat é a possibilidade de o usuário transmitir a realidade do que está vivendo naquele momento. “Hoje em dia usamos muito o Instagram, mas lá a gente não sabe se imagem foi feita e postada naquela hora. Posso tirar uma foto e publicar dias depois. O Snapchat é muito real, não tem como fazer edição. Você é o que é, transmite sua espontaneidade. Minhas fotos do Instagram, por exemplo, são produzidas. Já trabalhei como modelo, então posto mais imagens conceituais, quase nunca estou sorrindo, passava um distanciamento. As pessoas achavam que eu era chata. Com o Snap, os seguidores mudaram de opinião e comentam comigo isso”.

Para Paulinha, um dos principais pontos positivos do Snapchat é a possibilidade do usuário transmitir a realidade do que está vivendo naquele momento Foto: Reprodução/Instagram

Entre os temas mais recorrentes, Paulinha disse que recebe muitas perguntas dos seguidores sobre opções de roupas para ir a diferentes tipos de festa. “Uma vez tava falando da saia jeans com botões na frente (tendência forte do momento) e resolvi ir ao shopping e mostrar vários modelos da peça em diferentes lojas. Também gostam muito quando eu pego uma peça básica do meu guarda-roupa e monto vários looks diferentes a partir do mesmo elemento”.

Outra curiosidade que a influenciadora revelou é que a imagem mais “printada” de seu Snapchat foi a receita de um bolo funcional de banana. “Foram cerca de 1200 prints”, completou ela, que coleciona mais de 80 mil seguidores no Instagram (@paulinhasampaio) e adora conhecer e receber o feedback dos seguidores ao encontrá-los na rua.

A empresária Isabele Temoteo, esposa do vocalista Xand, do Aviões do Forró, é um dos destaques cearenses no Snapchat. Com uma média diária de 80 mil visualizações em seus vídeos no aplicativo, ela aderiu a ele no fim do ano passado após ouvir comentários positivos do alcance da plataforma.

Em suas postagens, Isabele divulga lojas, mostra a intimidade com a família: o cantor Xand Avião e os filhos Enzo e Bebella, além de bastidores de sessões de fotos para lojas, a rotina de alimentação e exercícios físicos. “Queria entrar porque estava todo mundo falando, no começo tinha vergonha. Eu não sou de falar muito, acho cansativo, gosto mais de interagir com imagem e vídeos”, conta.

Quando o app agrega ao trabalho

Isabele fala que o aplicativo agrega ao seu trabalho desenvolvido no Instagram Foto: Reprodução/Instagram

Ela destaca que o Snapchat é uma forte ferramenta para divulgação de lojas e marcas por desenvolver com mais profundidade a relação com os seguidores permitindo que sejam mostrados detalhes de uma peça ou objeto. A empresária destaca que o aplicativo agrega ao seu trabalho desenvolvido no Instagram.

“Tem parceiros que querem mais Snap, no Instagram eu posto a bolsa, mas no Snap eu mostro a alça, o material, consigo mostrar detalhes da roupas, isso vende mais do que a foto feita”, relata. A intimidade da empresária com o marido e os filhos é um dos maiores pedidos dos seguidores, no entanto, ela relata ter cuidado ao postar vídeos e fotos dos filhos optando por enviar os arquivos apenas quando está em casa para não divulgar o local que as crianças estão.

“As seguidoras amam essa interação mais real. No Instagram você monta, no Snap você consegue mostrar mais. As pessoas se acham íntimas, falam da Bebella, do Enzo, Xand, sabem da minha rotina e vida”, relata. Isabele Temoteo ressalta ter uma média de 80 mil visualizações diárias, mas estima ser difícil avaliar a constância da visualização dos seguidores já que o número depende do uso do Snapchat em relação à bateria do celular e à própria conexão na Internet.

Entre os posts mais printados, ou seja, copiados por seguidores, estão fotos de decoração de festa, casamentos, aniversários, foto de ‘look do dia’, produtos indicados como batom e frases de livros. Ela chegou a ter 1.200 prints ao pedir para as seguidoras escolherem um modelo de bolsa de uma loja parceira para ela usar.



Diário virtual de um poeta

Para Bráulio o Snapchat é uma espécie de diário em que o usuário compartilha situações da rotina Foto: Divulgação

O cordelista, criador da página no Facebook Nação Nordestina e consultor do programa Encontro com Fátima Bernardes, Bráulio Bessa, passou a usar o aplicativo há seis meses ao perceber que ele estaria conquistando diversas figuras públicas e se dissociando da imagem de servir apenas para a troca de mensagens pornográficas.

“Eu não usava antes por preconceito com a própria rede. Achava que era com esse foco e quando vi figuras públicas fui tentar entender a rede a social e achei interessante por ser uma coisa para se tornar mais íntimo das pessoas”, relatou. Segundo ele, o Snapchat permite a publicação de registros banais da rotina do usuário que não seriam publicados no Instagram ou Facebook.

Por não divulgar o número de seguidores, o cearense avalia que o aplicativo quebra a vaidade e a disputa de popularidade registrada em redes sociais como Instagram e Facebook. Para ele, o Snapchat é uma espécie de diário em que o usuário compartilha situações da rotina ou quando visualiza por algo interessante em diversos momentos do dia.

“É uma rede social que não enfatiza isso de número de seguidores, vivemos a geração de “likes” e lá não diz seguidores, só você tem conhecimento da visualizações. Eu acho isso muito bacana, não tem como saber se eu tenho um milhão ou mil seguidores”, afirma. Com uma média de seis mil visualizações diárias, entre os registros mais copiados por seguidores do cordelista estão indicações de livros, trechos de poesias ou poemas.

Bessa destaca ter se aproximado dos fãs e que passou a sentir uma confiança maior dos seguidores com a divulgação instantânea dos seus compromissos e intimidades feito pelo Snapchat. Ele conta que em suas palestras pelo País as pessoas já questionam sobre sua esposa e cachorro, personagens frequentes em seus compartilhamentos.

“Acredito que quando tiro foto com minha esposa e meu cachorro estou dando voto de confiança para as pessoas e isso tem retorno das pessoas se sentirem próximas. O maior retorno é a proximidade com os fãs, eu busco carinho e confiança das pessoas, quem trabalha com o público deve tudo ao público”, disse.

Quanto ao potencial de divulgação de marketing do aplicativo, Bráulio Bessa garante não enfatizar a parte comercial em suas redes sociais por não se sentir à vontade de fazer a permuta com empresas.

Segundo ele, todos os produtos compartilhados por ele são frutos de presentes dos fãs e ocorrem de maneira espontânea. “Por eu ter exposição na televisão sou procurado por marcas de roupas, pelo Encontro com Fátima, e eu aceito o presente. Se eu vou vestir, usar e quando vou postar não faço elo de troca”, ressalta.

Potencial de interação com seguidores

Victória compartilha fatos em tempo real do seu cotidiano Foto: Roni Vasconcelos

A blogueira e youtuber Victória Rocha começou a usar o aplicativo há dois anos e destaca o potencial de interação com os seguidores. Com uma média de sete mil visualizações por dia, ela considera o Snapchat como uma espécie de reality show alimentado pelo próprio usuário.

“Sempre que surge uma nova mídia, um novo aplicativo, busco conhecer mais, e nesse caso não me apeguei de primeira. Baixei o aplicativo, mas achei difícil e apaguei. Meses depois resolvi tentar novamente e gostei mais”, relata.

Para interagir com os seguidores, a blogueira compartilha fatos em tempo real do seu cotidiano e costuma perguntar qual conteúdo eles estão interessados em assistir. Victória também adianta conteúdos que vão ser postados em seu canal do Youtube em razão dos espectadores não terem paciência para esperar.

“Eles adoram quando posto dicas de produtos e quando peço pra enviarem perguntas que responderei na hora. É a melhor forma de interagir”, aponta.

Rotina no Snapchat

Thiago não se programa antes de gravar seus vídeos Foto: Divulgação

O blogueiro de moda masculina e repórter da TV Diário Thiago Maciel pondera que as visualizações em tempo real permitem que os seguidores acompanhem os compartilhamento de uma maneira mais interativa, o que geraria mais desejo pelas postagens. Ele faz a divulgação de marcas parceiras em seus vídeos.

“Eu já tinha o snap há algum tempo, mas não usava. Deve ter um pouco mais de um ano que comecei a usar diariamente, pois vi que ele estava com força e fortalecia o retorno para as marcas que trabalho”, conta. Maciel tem uma média de três mil visualizações diárias.

Ele conta que não programa assuntos na hora de gravar vídeos para o aplicativo, optando por mostrar aos seus seguidores sua rotina com amigos e no trabalho. Na hora de fazer os vídeos, Thiago pondera ser importante filtrar o assunto e o tempo em que vai tratar de algo no aplicativo para ficar cansativo para o seguidor.

“Simplesmente mostro o meu dia a dia, mas procuro fazer snaps de coisas interessantes. Acho que dar uma filtrada no que vai postar é sempre bom”, disse.