Diário do Nordeste Plus

Livro de receitas perde o lugar para vídeos rápidos nas redes sociais

Com ingredientes acessíveis, receitas rápidas, que vão da sobremesa ao prato principal, conquistaram os internautas, principalmente no Facebook

Se o YouTube virou a plataforma oficial de tutoriais de maquiagem, DIY (Do it Yourself ou faça você mesmo, em português), resenha de produtos, diários virtuais de influenciadores digitais e canais de culinária, os vídeos de receitas rápidas, feitos a partir de ingredientes acessíveis, ganharam espaço entre os usuários de redes sociais, principalmente no Facebook, deixando para trás os tradicionais caderninhos de receitas. A mídia reproduz os vídeos automaticamente e os criadores de conteúdo souberam aproveitar o recurso. Páginas como Tastemade Brasil e Tasty Demais reúnem milhares de curiosos em conhecer receitas criativas e fáceis de fazer.

De acordo com a plataforma de rastreamento de vídeos Tubular Lab, em fevereiro de 2016, cinco das dez páginas com publicações de vídeos mais assistidos no Facebook foram de comida.

A febre não é só no Brasil. O "The Wall Street Journal", por exemplo, fez um artigo, em dezembro de 2015, alertando para a tendência. Em entrevista ao jornal, Steven Kydd, cofundador da Tastemade, explicou que a rede de vídeo criada para a geração móvel utiliza legendas para que o usuário possa identificar rapidamente a receita e segui-la, e gravam a comida de ângulos muito específicos para que fique agradável ao ser vista no smartphone. A plataforma ainda reúne tastemakers que cobrem desde culinária vegana a deliciosos churrascos.

No perfil do Facebook do Tastemade Brasil é possível ver receitas em menos de um minuto, como é o caso da torta de biscoito Oreo, publicada no último dia 9 de agosto. Já são mais de 3 milhões de visualizações e 61 mil compartilhamentos. Quem se interessar em ver mais detalhes da sobremesa, ainda tem a opção de clicar no link e ver a receita completa.

Para os saudáveis de plantão, há, por exemplo, uma receita de pizza com massa de couve-flor. Além de mais leve, a massa não tem glúten. O vídeo foi visto por quase cinco milhões de pessoas.

Já o Tasty Demais é a linha editorial gastronômica criada pelo Buzzfeed. A versão brasileira do projeto é acompanhada por mais de 9 milhões de usuários, apesar de ter sido lançada em 16 de fevereiro deste ano. A proposta é a mesma: postar vídeos com menos de um minuto e receitas deliciosas. No Instagram (@tastydemais), apostam em fotos “de comer com os olhos” e no passo a passo com detalhes.

Flor de cebola empanda Foto: Reprodução/Tasty Demais

Em 60 segundos, o internauta aprende, por exemplo, a fazer uma flor de cebola empanada ou um macarrão com salsicha “de uma panela só”. Mais de 6 milhões de pessoas assistiram ao vídeo e 11 mil compartilharam com os amigos na rede social.

Flor de Sal

Camila Masullo criou o site Sal de Flor e começou a gravar vídeos curtinhos para o Facebook há um ano Foto: Reprodução/Instagram

A paulista Camila Masullo já conseguiu mais de 25 milhões de visualizações com a receita de um biscoito gelado de leite condensado com chocolate. Apesar do sucesso, seu site e página do Facebook, intitulados “Sal de Flor”, começaram como hobby e têm um histórico recente: completou um ano no último dia 11 de agosto.

“Comecei como terapia. Estava muito infeliz na época. Sou formada em diversas áreas como marketing, design de interiores e tenho até MBA em gestão de empresas, mas não me encontrei em nenhuma dessas atividades. No entanto, sempre amei gastronomia. Desde pequena ajudo minha mãe e avó na cozinha”, contou ela. O que era brincadeira se tornou sua principal profissão. Hoje ela consegue se sustentar com o que ganha e conta com a ajuda do marido, que virou seu sócio, na hora de gravar os vídeos.


Camila fala, inclusive, que seu foco desde o início foi criar vídeos curtinhos para o Facebook. “O YouTube está muito saturado, tem muitos canais de culinária. Lá, para me destacar, demoraria uns 3, 4 anos. Para me diferenciar penso em receitas criativas e originalidade no conteúdo. Boas imagens e qualidade também são fundamentais. Meu marido veio com a ideia dos vídeos curtinhos”.

Ela justifica que a febre em torno das receitas acontece pelo fato de elas serem de fácil acesso. “Elas são em formato para smartphone, ou seja, a pessoa está no ponto de ônibus, no metrô ou no restaurante esperando o prato chegar e pode assistir em pouco menos de um minuto o vídeo, além de serem receitas práticas e com ingredientes acessíveis”.

A paulista confessa que as receitas mais visualizadas são aquelas que não saíram como inicialmente foi previsto ou as que ela teve que improvisar. “A tigelinha de chocolate com mousse de Danoninho é uma pela qual tenho carinho enorme. Criei ela em uma tarde, na correria, porque estava sem vídeo para publicar, e fiz com o que tinha na geladeira e despensa. Lembrei de uma mousse que tinha feito e adorado e mandei ver. Até hoje é um sucesso. Tem mais de 24 milhões de visualizações”.

Tigelinha de chocolate com mousse de danoninho Foto: Reprodução/Sal de Flor

“Outra receita é o bolo de cenoura recheado de brigadeiro trufado, com mais de 22 milhões de visualizações. O recheio ficou mole, coloquei chocolate e ficou maravilhoso. O biscoito gelado de leite condensado com chocolate, inicialmente, tinha imaginado algo parecido com alfajor, mas deu errado e criei esse doce de última hora com o que tinha em casa”.

Para ter conteúdo diversificado em todos os seus canais, Camila segue uma programação durante a semana. Grava de três a quatro vezes. “Se estou sem vídeo de ‘gaveta’ ou com um prazo apertado, também gravo no fim de semana. De uns 20 dias para cá, estou fazendo um dia de intensivão de gravação. Começo bem cedo e gravo três receitas de uma vez. É bom porque rende bem”.

Para iniciantes

O goiano João Pedro Coutinho criou o “Receitas em 15 segundos” com foco no Instagram. Sua proposta é criar receitas fáceis e para iniciantes na cozinha. Há três anos no ar, o projeto, que nasceu como hobby, tem dado certo e virou uma de suas fontes de renda. São mais de 495 mil seguidores em seu perfil oficial. No Facebook, são mais de 285 mil pessoas que acompanham suas dicas.

João Pedro Coutinho criou o Receitas em 15 segundos para cozinheiros iniciantes Foto: Arquivo pessoal

“Sempre gostei muito de cozinhar, principalmente pratos famosos ou os que meus amigos gostavam, daí a vontade de criar um blog ou um canal. Mas faltava um diferencial competitivo, um toque diferente, que surgiu com a atualização que permitiu vídeos no Instagram”.

Todas as quartas-feiras e domingo, pontualmente às 20h, ele libera uma receita nova. Os bastidores, como edição e produção, também são todos feitos pelo goiano. Como ele concilia o projeto com o trabalho paralelo de advogado, João Pedro explica que geralmente grava os vídeos no tempo livre. “Na semana acabo gravando durante a noite ou nos fins de semana mesmo. Escolho as receitas de acordo com o gosto dos seguidores, atendendo pedidos e também observando tendências do mercado”.

Ele conta que as receitas que mais fazem sucesso entre os seguidores são as “gordices” em geral. A receita de coxinha de churros do goiano, por exemplo, tem mais de 68 mil visualizações. No entanto, ele também dá dicas saudáveis para quem é adepto do mundo fitness, como pão integral de aveia e brigadeiro fit.

“Certamente a praticidade motivou essa febre em torno das receitas rápidas. No meu caso busco simplificar ao máximo as receitas e foco no público que é iniciante na cozinha. Eu sou advogado e me aventuro na cozinha, ou seja, realmente qualquer pessoa pode cozinhar”.

Você já imaginou fazer um bolo pudim em 15 segundos? Foto: Instagram/Reprodução

João Pedro ainda pontua que seu diferencial, se comparado com seus concorrentes, é, sem dúvida, a rapidez. “Acabo sendo o mais rápido de todos, mas busco responder todas as perguntas para dar mais pessoalidade ao canal e realmente ajudar as pessoas com as dúvidas”.